O texto infra, tal como surge, foi a primeira versão (em Dezembro de 2018) da proposta de definição do que agora é esta Neo-Topografia. Mais do que alterá-la ou adequá-la à plataforma que agora se cria e vai aumentando, a secção “Repositório” tomará sempre como principal orientação a possibilidade e o desejo de partilhar as etapas do processo. Afinal, as marcas da hesitação e as dúvidas, são o que impede que a História seja unívoca. Enquanto procedimento global, seguir-se-á essa orientação, partilhando as linhas de “navegação” individuais e os resultados ou bloqueios que dessa “navegação” resultem.

Este primeiro texto e como dito, é a definição de uma proposta de projecto, apenas no que diz respeito à sua conceptualização.

(Rui Macário Ribeiro & Luís Belo)

 

Neo-“Nova Topografia” Gráfica e Descritiva de Monumentos e Memoriais Viseenses (uma selecção inicial) [título provisório]

 

OBJECTIVOS CULTURAIS E ARTÍSTICOS

Os objectivos culturais da proposta derivam e sustentam-se no seguinte: A proposta “Neo-“Novo Topografismo/Nova Topografia” Gráfica e Descritiva de Monumentos e Memoriais Viseenses (uma selecção inicial) [título provisório]” pretende, inspirada no processo da denominada “Escola de Dusseldorf de Fotografia”, liderada pelo casal Bernd e Hilla Becher https://www.artsy.net/gene/new-topographics), realizar um levantamento gráfico e uma leitura sustentada de uma selecção alargada dos elementos que possam ser considerados monumentos e/ou memoriais existentes em Viseu. Seguindo a definição de Arthur Danto: “We erect monuments so that we shall always remember, and built memorials so that we shall never forget.” [“Erigimos monumentos para que, para sempre, recordemos; e construímos memoriais para que nunca esqueçamos.”; in “Wake of Art: Criticism, Philosophy, and the Ends of Taste Essays” (Routledge, 1998. P. 153)].

Parte do que sustenta a iniciativa é a ausência de um tratamento sistemático dos ditos elementos – a título de exemplo, o Museu Virtual da Direção-Regional de Cultura do Centro, apresenta apenas 19 items [1], sendo este o maior repositório sistematizado de elementos similares, com expressão de acesso público alargado. Esta proposta defende que, seguindo um modelo de registo e interpretação dos elementos que venham a ser seleccionados e posteriormente compilados, através de adequada divulgação, poderá auxiliar numa mais alargada compreensão do que são e o que significam os elementos monumentos e/ou memoriais, que pontuam e marcam a cidade de Viseu.

Os objectivos artísticos são, através do registo, interpretação e disponibilização, permitir suportes gráficos e textuais, bem como, potencialmente expositivos, que transmitam através de processos e meios artísticos em si – fotografia e criação literária – o veicular da relevância dos marcas de arte pública/arte em espaço público que definem o espaço viseense, numa meta-interpretação do existente. Sem se propor um inventário, realizar-se-á o levantamento das existências e a sua interpretação.

[1] https://www.culturacentro.gov.pt/pt/museus/museu-virtual-de-arte-p%C3%BAblica/viseu/viseu/