Designação/Título: Francisco Sá Carneiro


Autoria: Armindo Ribeiro (1916-2004)


Datas Relevantes: 1984 (execução da estátua e inauguração)


Materiais: bronze (estátua) ; granito (pedestal)


Dimensões: 180 x 46 x 54 cm (estátua); 90 x 90 cm (pedestal); 260 x 135 cm (monólito)


Promotor: Grupo de amigos de Sá Carneiro (?)


Localização: Largo de Santa Cristina (Viseu – Portugal)


Coordenadas GPS: 40.657358° ; -7.910525°

Descrição

A primeira impressão que o observador retém quando contempla esta imagem de Sá Carneiro é a ausência total de monumentalidade. Longe da figura tradicional do herói, Sá Carneiro aparece na sua vertente mais humana, de corpo franzino e vestes quotidianas. Não fosse a presença do pedestal e podia, facilmente, misturar-se entre os transeuntes.

Começando pela descrição do pedestal, note-se que o mesmo é composto por um bloco cúbico de granito, adornado nas suas faces laterais e frontal com uma faixa metálica adossada. Na frontaria, essa faixa desenvolve-se numa linha horizontal e é acompanhada mais acima pela seguinte legenda: «FRANCISCO SÁ CARNEIRO / 1934-1980».

O pedestal repousa sobre um soco de planta retangular, sendo que na parte posterior deste se eleve um mureto pétreo de feição vertical. Uma vez mais, letras metálicas compõem uma inscrição. Trata-se de uma citação do ex-primeiro-ministro: «A PESSOA É A MEDIDA E O FIM DE / TODA A ACTIVIDADE HUMANA / E A POLITICA TEM DE ESTAR AO / SERVIÇO DA SUA INTEIRA REALIZAÇÃO / SÁ CARNEIRO».

Sobre o pedestal surge a estátua do político português, em tamanho natural e talhada em vulto pleno. A figura apresenta-se representada de frente, ainda que o avanço da perna esquerda precipite, inevitavelmente, uma ligeira rotação do corpo. Os braços permanecem estendidos ao longo do tronco, sendo que o do lado esquerdo ajuda a segurar um livro. No braço do lado oposto, o único elemento que merece ser destacado é o simbolismo transmitido pelo punho cerrado.

O rosto reproduz com algum rigor os traços anatómicos de Sá Carneiro, permitindo uma fácil identificação do homenageado.

A indumentária da figura, ainda que trabalhada sem grande pormenorização por parte do escultor, engloba fato (estando o casaco apertado à frente com recurso a um botão), camisa, gravata e sapatos.

Referidos os sapatos, importa salientar que eles se encontram pousados sobre uma base quadrangular, em cuja face lateral é feita referência ao nome do autor e à data de elaboração da obra, numa inscrição gravada no próprio bronze: «A RIBEIRO / VISEU – 1984».

Arquivo Gráfico

Vídeo

Documentos

  • FIGUEIREDO, António Vicente – Viseu: Santa Maria. História, memória e património. Viseu, Freguesia de Viseu, 2017.

Outras referências

ID da Entrada: NTGD.2019.0007

Ruben Marques (2019-08-21)