Designação/Título: João de Barros


Autoria: Armindo Ribeiro (1916-2004)


Datas Relevantes: 1970 (inauguração da obra, por altura da celebração do IV centenário da morte de João de Barros)


Materiais: bronze (busto) ; granito (pedestal)


Dimensões: 


Promotor: Câmara Municipal de Viseu


Localização: Parque Aquilino Ribeiro, diante da capela de Nossa Senhora da Vitória (Viseu – Portugal)


Coordenadas GPS: 40.656170° ; -7.915200°

Descrição

Diante da fachada principal da capela de Nossa Senhora da Vitória ergue-se um trabalho escultórico dedicado ao erudito humanista João de Barros, uma das figuras viseenses que mais se destacou no âmbito da história nacional.

Surgindo em forma de busto, a figura repousa sobre um pedestal pétreo de linhas geométricas, composto por três elementos distintos: um soco de planta retangular, posicionado na extremidade inferior; um plinto vertical de formato paralelepipédico (em cuja face principal se anexou uma inscrição em letras de metal: «DE VISEU / A JOÃO DE BARROS / HISTORIADOR DA ÍNDIA / NO SEU IV CENTENÁRIO / 1570 – 1970»); e, por fim, um mureto de resguardo, construído como pano de fundo.

No que concerne ao busto, importa realçar que o mesmo se encontra esculpido em bronze e que se apresenta definido da cintura para cima (embora a zona das costas surja embutida no referido mureto).

Apresenta uma figura em tamanho natural e posicionada frontalmente, ainda que o olhar de João de Barros esteja ligeiramente deslocado para o seu lado esquerdo.

Envergando trajes típicos da época, o historiador surge representado numa pose solene, mantendo os dois braços encostados ao corpo e segurando com as mãos os objetos que simbolicamente o tornaram famoso: uma pena de escrever e um livro.

A cabeça está esculpida em todo o seu diâmetro (ao contrário das costas) e nela se destaca uma barba bifurcada, de linhas ondulantes.

Arquivo Gráfico

Vídeo

Links

Documentos

Outras referências

ID da Entrada

Ruben Marques (2019-09-15)