Designação/Título: Maria do Céu da Silva Mendes


Autoria: Dora Vilar


Datas Relevantes: 1962 (execução e inauguração da obra)


Materiais: bronze (busto) ; granito (pedestal)


Dimensões:


Promotor: Misericórdia de Viseu


Localização: Bairro da Misericórdia, diante da escadaria que dá acesso à Rua João Mendes (Viseu – Portugal)


Coordenadas GPS: 40.659028° ; -7.906911°

Descrição

De modestas dimensões, este monumento repete o tradicional modelo de um pedestal em granito encimado por um busto esculpido em bronze.

O pedestal é formado por um bloco paralelepipédico posicionado na vertical, sendo que as suas faces frontal e posterior surgem enriquecidas com uma placa pétrea de formato trapezoidal. Na face principal destaca-se a colocação de uma legenda, com recurso a letras metálicas fixadas diretamente na pedra. O texto diz o seguinte: «Á BENEMÉRI[T]A D. MARIA DO / CÉU D[A] SILVA MEND[E]S. / 1847 1933 / GRATIDAO DA MISERICÓRDIA / DE VISEU – 1962».

O busto centra-se na figura de uma jovem mulher, representada do peito para cima e sem qualquer figuração dos braços. É uma obra que se destaca pela simplicidade das formas e na qual o autor não imprimiu qualquer sugestão de movimento ou plasticidade: tronco e cabeça erguem-se rigidamente segundo um eixo retilínio.

Por outro lado, o rosto também permanece inexpressivo e impenetrável, para isso muito contribuindo os lábios cerrados e o olhar vazio.

Importa acrescentar que embora a cabeça se encontre esculpida em vulto pleno, o mesmo já não acontece em relação ao tronco. Se, à frente, este ainda tem o cuidado de representar a roupa e simular os contornos anatómicos, na parte posterior e nas ilhargas transforma-se numa simples base geométrica, onde apenas há a registar a presença de uma inscrição incisa: «Vilar 62».

Arquivo Gráfico

Vídeo

Links

Documentos

ID da Entrada: NTGD.2019.0019

Ruben Marques (2019-08-30)